(71) 3014-2020

MAthematical Simulation TEchnology and Research Services

Publicações

ANáLISE - Publicado em 04/05/2012

Análise de riscos de projetos no setor de petróleo e gás (Parte 4)

Análise qualitativa & quantitativa
Análise de riscos de projetos no setor de petróleo e gás (Parte 4)

Na análise qualitativa se utilizam formas descritivas para representar a magnitude de consequências potenciais e a possibilidade de ocorrência. Desenham-se escalas ajustadas às circunstancias de acordo às necessidades particulares de cada organização ou conceito particular do risco avaliado. Veja abaixo um exemplo do uso de escalas.

Atributo Escala Valor Descrição
Impacto Alto Catastrófico Perda do sistema. Custo > 50%
  Médio Crítico Capacidade operativa recuperável. Custo < 50%
  Baixo Marginal Custo < 10%
Probabilidade Alto Muito provável >70%
  Média Provável Entre 30 e 70%
  Baixa Improvável <30%
Marco de tempo* Alto Curto prazo 30 dias
  Médio Médio prazo 1 a 4 meses
  Baixo Longo prazo Mais de 4 meses

*Marco de tempo: período de tempo em que é possível mitigar o risco.

Já no método quantitativo esta análise contempla valores numéricos; e sua qualidade depende da exatidão dos dados utilizados. Basicamente são criados indicadores que representem tanto a probabilidade de ocorrência quanto o impacto que podem causar. A forma em que a probabilidade e o impacto são representados, e as formas pelas quais são combinados, para prover o nível de risco, pode variar de acordo com o tipo de risco e de organização.

Geralmente, as analises qualitativas e quantitativas permitem classificar os riscos segundo quatro tipologias, cada uma delas com una estratégia de gestão predeterminada:

  • Risco Menor: Ocorrem com freqüência, mas têm pouco impacto econômico. Sendo economicamente viável, são definidas ações para reduzir a sua freqüência.
  • Risco Tolerável: Acontecem com pouca frequência e têm baixo impacto econômico. Devem ser constantemente monitorados para comprovar que continuam sendo toleráveis.
  • Risco Severo: Frequentes e de impacto muito elevado, são atendidos de forma imediata.
  • Risco Crítico ou Emergente: Acontecem com pouca freqüência, mas seu impacto econômico é muito elevado. Este tipo de riscos deve ter um plano de contingência próprio.

Ambos os métodos, qualitativo e quantitativo, podem se complementar no processo de avaliação de riscos. É importante ressaltar que, mesmo que a informação fornecida pela matriz de risco seja fundamentalmente de tipo qualitativo, também é utilizado um suporte quantitativo baseado na estimativa de eventos ocorridos no passado, com o que é possível se obter uma melhor  aproximação à probabilidade de ocorrência do evento.

Leia a parte 5 deste artigo - Priorização dos riscos

Leia a parte 3 deste artigo - Estimativa da Probabilidade e Impacto dos Riscos.

Leia a parte 2 deste artigo

Leia a parte 1 deste artigo

Autor:

Diego Frias

Voltar


Próximos Cursos

    Sem nenhuma turma aberta no momento.

Associados


 © 2017 Copyright D&D MASTERS
logo Prêmio Top Of Quality 2012